WeCreativez WhatsApp Support
Estamos disponíveis para esclarecer qualquer duvida. Entre em contato conosco!
Olá! :)
Conecte-se conosco

Destaques

Preso autor de homicídio em boate de Paranavaí

Publicado

em

A Polícia Civil concluiu hoje o Inquérito Policial que apurou o assassinato de um homem de 43 anos no interior de uma boate na madrugada do dia 15 deste mês em Paranavaí.

Após o crime, a Polícia Civil iniciou as investigações na busca de pessoas que se encontravam no local. Várias pessoas compareceram à Delegacia e prestaram depoimento, informando as características do autor do disparo que tirou a vida do tatuador Fábio Antônio de Paula Ramos.

De posse dessas informações, os investigadores realizaram outras diligências somado a algumas denúncias, que apontavam para um rapaz de 30 anos, foragido do Colônia Penal Industrial de Maringá (CPIM), como o principal suspeito do crime. Na tarde da última sexta feira (18), o acusado foi preso em flagrante portando uma arma de fogo cal. 32, que os policiais acreditam que seja a mesma utilizada no crime.

Após a prisão várias pessoas que se encontravam na boate naquela noite foram intimadas a comparecer à Delegacia de Polícia, onde reconheceram o homem como o autor do homicídio. Além da recaptura, o homem teve a sua prisão preventiva decretada em razão do crime de porte ilegal de arma de fogo.

O juiz destacou que o homem é multirreincidente, tendo contra ele, várias condenações, inclusive por crimes semelhantes ao apurado nos autos (porte de arma), e também que o custodiado voltou a se envolver em delitos mesmo estando em cumprimento de pena privativa de liberdade, o que revela seu descaso com o império da lei.

Analisando os antecedentes, o Juiz destacou que o indivíduo já foi condenado a mais de 20 anos de pena privativa de liberdade.
Em seu interrogatório o autor do crime não respondeu as perguntas que lhe foram formuladas pelo Delegado, invocando o seu direito de permanecer calado.

Agora o Inquérito será remetido ao Poder Judiciário com uma nova representação por prisão preventiva, dessa vez em razão do homicídio. Ele permanece preso a disposição da Justiça.

Fonte: Portal do Noroeste

Continue Lendo
Clique para comentar

Escreva uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda

Trending

error: Conteúdo exclusivo!