WeCreativez WhatsApp Support
Estamos disponíveis para esclarecer qualquer duvida. Entre em contato conosco!
Olá! :)
Conecte-se conosco

Destaques

Novo secretário reconhece importância dos hospitais filantrópicos

Publicado

em

O diretor-geral administrativo da Santa Casa de Paranavaí, Héracles Alencar Arrais, participou de uma reunião entre a diretoria da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (FEMIPA), e o novo secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Gebrim Preto (Beto Preto). Embora tenha sido o primeiro contato, um encontro mais de apresentação, a diretoria da Femipa saiu satisfeita, porque o secretário Beto mostrou que reconhece a importância e valoriza os hospitais filantrópicos.

Durante a reunião, o presidente da Federação, Flaviano Feu Ventorim, entregou ao secretário o Caderno de Propostas da Femipa, com as principais demandas do setor. “Foi um trabalho realizado durante a campanha eleitoral do ano passado e entregue a todos os candidatos. A entidade representa 65 dos quase 100 filantrópicos do Paraná, e nosso principal objetivo é garantir a sustentabilidade das instituições de Saúde e participar da formulação de políticas públicas”, lembrou o representante da Santa Casa de Paranavaí.


O Caderno de Propostas da Femipa foi elogiado pelo secretário Beto Preto. “Foi uma das melhores que o Ratinho Junior teve durante a campanha”, disse, para em seguida afirmar que, assim como ele, o governador também entende que a filantropia é prioridade.
“O secretário nos disse que o Estado precisa da parceria com os hospitais filantrópicos, que nossa rede é um grande apoio ao Estado e tem grande importância no sistema de saúde do Estado. Tenho certeza que vamos continuar tendo um excelente relacionamento com a Secretaria de Saúde do Estado”, aposta Arrais.


Flaviano Ventorim disse durante a reunião que “ao longo dos anos, conseguimos muitos avanços nesta relação de parceria com a Sesa. Sabemos das dificuldades financeiras, mas queremos participar e ajudar no que for possível. Nós, hospitais filantrópicos, temos know-how, temos estrutura e temos escala. Em muitos hospitais, sabemos que não se trata apenas de dinheiro, mas de modelo de gestão e regionalização, pois é preciso reestruturar o modelo, e temos conhecimento para ajudar nisso. Também buscamos isonomia, algo que acreditamos muito. Além disso, a Femipa está à disposição para intermediar a conversa com os hospitais.”, declarou.


Beto Preto disse que vai buscar parceiros que têm expertise para que o trabalho possa evoluir, e afirmou que sem os filantrópicos não é possível garantir a assistência hospitalar no Estado. Ele ainda garantiu “transparência total” nas relações e disse que é preciso rediscutir uma série de medidas.


“É necessário reavaliar o modelo como um todo. O momento político de mudança no Brasil é agora, e precisamos aproveitar. Precisamos rever conceitos para avançar na assistência e na gestão e temos que montar uma estratégia para avançar nas parcerias público-privadas (PPPs), e isso implica também na área de Saúde, e para isso, minha ideia inicial é buscar a participação dos filantrópicos”, reforçou.


“Precisamos avançar na gestão da saúde do Estado otimizando recursos para atender mais e melhor. O sistema todo do Paraná necessita do apoio da Femipa e dos hospitais afiliados. Vamos trabalhar novas ideias, melhorar o que já existe e tentar avançar. Esse é um desafio para todos nós. Vamos aproveitar esse ambiente de cooperação e buscar algo que deixe a situação dos hospitais um pouco menos desconfortável. Temos 48 meses nessa gestão e precisamos criar condições para encontrar situações inovadoras. A relação tem que ser de confiança e inovadora. Vamos trabalhar para isso”, garantiu o secretário durante a reunião realizada na última quarta-feira.

Fonte: Assessoria Santa Casa de Paranavaí

Continue Lendo
1 Comentário

1 Comentário

  1. Carlos Henrique Janaico

    29 de janeiro de 2019 às 11:17

    Tem que mudar é a direção da Santa casa de Paranavaí isso sim, já deu né!? É uma das Santa casas que mais recebe verba do governo e eu uma das que menos produz, difícil…

Escreva uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda

Trending

error: Conteúdo exclusivo!